Textos


ODE À DEUSA DO ENCANTAMENTO
 
Você,
que ao longo do tempo
mostrou-me a impetuosidade do mar,
o escabroso caminho às montanhas,
a suavidade incomensurável da brisa morna
e acaricia a face do rosto que sonha;
 
Você,
 que esparzes essências nos jardins suspensos,
acarinhas as flores com teu úmido halo,
determinas o florescimento do roseiral,
e evocas alento às almas desassistidas;
 
Você,
que quando desces do alto do Olimpo
estremeces os corpos sedentos de paixão,
ofuscas os olhos alucinados,
Ensina-me a bela arte de amar.

(Publicado na Antologia "Poetas Brasileiros Contemporâneos - Versos Proibidos - Edição Especial 2016, p.23" - Câmara Brasileira  de Jovens Escritores/CBJE) 

 
Gabriel Joerke
Enviado por Gabriel Joerke em 23/06/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários